Mariópolis, PR °min °max

MARIÓPOLIS RESGATA AÇÕES AMBIENTAIS E PREPARA AGENDA FUTURA

Experiências de preservação, de atenção ao meio ambiente são contadas em evento informal ocorrido nesta terça feira (27/04) no auditório da Câmara Municipal de Vereadores, confirmando o histórico e porque o Município é comentado atualmente.
Com o objetivo de resgatar ações desenvolvidas no campo ambiental, principalmente aquelas voltadas a educação e conscientização ecológica, bem como a importância de manter constantemente a atenção e olhar “cuidar” neste tema mundialmente falado com preocupação.
Utilizando-se duma metodologia simples e envolvente, os idealizadores do evento Secretário da Administração José Carlos Stanqueviski e Chefe de Gabinete Maristela Paulek, oportunizaram aos participantes “atores” responsáveis em cada época de realização das diversas ações, relatarem suas vivências.
Os trabalhos foram abertos com a explanação da Lei do ICMS Ecológico pelo Engenheiro Agrônomo Volnei Lavarda, relembrando a formação do índice de participação e repasse ao município do ICMS Estadual e a Lei Complementar 59/91, sendo a primeira no país a dar compensação e incentivo à conservação ambiental.
A lei do ICMS Ecológico, que teve iniciativa pelo ex-deputado Neivo Beraldin, e Mariópolis reconhece a importância desse recurso e a idealização do ex-parlamentar, que notadamente foi de referência nacional.
O Engenheiro Agrônomo do IDR ( Emater), Marco Aurelio Steffani, com sua vasta participação e conhecimento desde o ano de 1989, em Mariópolis, contou de suas experiências quanto a educação ambiental, especialmente nas ações realizadas com as crianças nas escolas municipais. Pontuou ainda sobre aspectos e peculiaridades dos córregos do município.
Marinês Franceschetto Hoppen, e Eydie M. Stanqueviski ex-secretárias de educação no município relembraram com emoção programas importantes como Mariópolis+verde+limpo=Vida Melhor, realizado com grande abrangência, visitação anual a captação de água da Sanepar, tão aguardada pelos alunos, o meio ambiente contado na visão das crianças nos concursos de redação, caminhadas ecológicas, além de diversos programas ambientais realizados em conjunto com as escolas municipais e estadual.
Jocemir Simioni, Denize Menegussi, e Ieda C. Bello, ex-secretários de agricultura e meio ambiente, destacaram a importância do trabalho feito em readequação de estradas, para preservar a bacia do Rio Pato Branco. Denize registrou que em sua gestão frente à pasta, foram construídos 20 km de cerca em torno da mata ciliar. Ieda com participação através de vídeos destacou a Agenda 21 e colaborou com envio de materiais de seu arquivo pessoal.
Veredaor Artur Gedoz e Sérgio Frigotto, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e membros do Conselho Municipal do Meio Ambiente (CONDEMA) enfatizaram e reconheceram o trabalho que cada um realizou no município, defendem cuidados com as estradas e lavouras, bem como a educação ambiental como um todo.
O evento contou ainda com representes do Instituto de Águas e Terras – IAT, Sr. Vitor Debastiani e a Chefe Regional a Sra. Flávia Ostapiv, e a Secretaria do Meio Ambiente do Município de Pato Branco, Sra. Keli Stark.
Presente no evento ainda o Jornalista Roberto Ivan Rossatti, que relembrou, assim como os demais, a promoção da Expedição Rio Pato Branco, no ano de 2005, o qual foi percorrido 54 km do rio, da Nascente à Foz.
Registros da época foram exibidos aos presentes que admiraram o projeto resgatado, o qual teve repercussão regional.
Com a presença do Presidente da Câmara Municipal Solismar Germiniani, da vice-prefeita Solange Bellan e do Prefeito Mario Paulek, a reunião atingiu o objetivo principal que foi de resgate das ações e programas realizados ao longo dos anos no manancial do Rio Pato Branco, que agora um arquivo especial deverá ser formatado, buscando a continuidade e uma agenda de ações futuras ao Meio Ambiente como um todo.
O Departamento de Agricultura e Meio Ambiente e seu Diretor Nadir Rissardi Primo, seguirá com planejamento de novas ações, contando com a colaboração de órgãos estaduais, dos participantes do encontro e de forma coletiva envolvendo os demais departamentos do município, bem como a participação da sociedade civil.